Quem acompanhou os últimos posts sabe que nós acabamos de voltar de uma viagem por Portugal. Dessa vez, exploramos uma região que até então não conhecíamos e tínhamos muuuita vontade de conhecer. Sempre ouvia falar do verão do Algarve através dos meus primos portugueses, pois ano sim e outro também, eles rumam, todo mês de agosto, para o sul do país.

O Algarve é super difícil de entender. Eu, pelo menos, entrei em vários blogs e sites de viagens pra tentar identificar os melhores lugares pra se hospedar, pra sair, as melhores praias pra conhecer etc. Isso porque o Algarve não é uma cidade, mas uma região. Uma região com quase 200km de praia, sendo, portanto, a região turística mais importante de Portugal, seja pelo seu clima, caracterizado por invernos curtos e amenos e verões longos, pela sua linda paisagem natural, pelo patrimônio histórico ou pela excelente culinária.

Então, onde ficar? Faro, Albufeira, Lagoa, Lagos, Loulé, Olhão, Portimão, Vilamoura, Vale do Lobo ou Quinta do Lago? Cada blog se fala uma coisa, claro, pois cada um tem sua opinião e gosto pessoais, não é verdade? Por esse motivo, li e reli, muitas vezes, tudo o que se falava sobre a região. Perturbei muito a minha prima portuguesa, Andrea, via áudios no whatsapp pra ela tentar me ajudar nessa “difícil” tarefa de escolher pra onde iríamos. A verdade é que em nenhum blog de viagens eu achei o que eu queria ler, algo que me fizesse realmente entender a logística do lugar. Até porque de todos esses cantos que falei acima, ainda há outra subdivisão, pois eles possuem as suas próprias praias. Estão conseguindo entender o motivo do meu “desespero”? Eu sempre quero ficar no melhor lugar e não me dou o direito de errar na escolha.

Vamos lá! Acabamos ficando em Albufeira, que é o local mais conhecido do Algarve. Lá tem praias bonitas, o centrinho é movimentado, tem uma rua de baladas e barzinhos, e encontramos um hotel com um ótimo custo-benefício. Resolvemos ficar em Albufeira pois, de lá, teríamos um melhor acesso à Lagos (onde tem as praias mais bonitas) e Faro (a maior cidade da região), já que ela fica entre essas duas cidades.

Entretanto, tudo mudou quando resolvemos ir conhecer Vilamoura. A cidade é linda, toda planejada, arborizada, com avenidas largas, ótimos hotéis, beach clubs (a exemplo do conhecido Puro Beach) e uma marina incrível, cheia de opções. E agora?  Queria ficar ali, não queria voltar pra Albufeira de jeito nenhummm! Mass, já tínhamos pago uma diária, não iríamos perder, né? A gente voltaria à Albufeira só para dormir.

 

Marina Vilamoura
Marina de Vilamoura

 

purobeach2
Área da praia do Puro Beach

 

purobeachvilamoura
Puro Beach – área interna

 

 

Em Vilamoura tem muitas opcões bacanas. Fomos à uma baladinha, em um fim de tarde, na beira da praia, sensacional. Por lá, ótima música, gente bonita e ótimos drinks. O nome do Local é NoSoloÁgua e fica na Praia da Falésia. Também em Vilamoura fomos ao restaurante Quarenta e 4. A comida estava maravilhosa e o atendimento impecável. Na parte de baixo do restaurante fica uma baladinha também maravilhosa e, se não me engano, do mesmo grupo do NoSoloÁgua. É o Água Moments. A música estava incrível e o ambiente maravilhoso, ali à beira da marina. Uma super dica pra quem quer agito nesse verão.

nosolo2

nosolo3
A vibe do NoSoloAgua

 

agua
A varanda do restaurante Quarenta e 4
Agua-moments-Exterior
Quarenta e 4 e o Agua Moments
aguamoments
A balada no Agua Moments

 

A dupla, rs.
A dupla, rs.

 

 

Na manhã seguinte fomos até Lagos, um local no Algarve que eu tinha super vontade de conhecer, famoso por ter as praias mais lindas da região. Saímos do nosso hotel em Albufeira já com as nossas malas no carro, pois decidimos que queríamos ficar hospedados em Vilamoura. Chegando em Lagos, procuramos um Parking e estacionamos o carro com o porta-malas virado para a parede e em uma vaga mais escondida e apertada possível, pois não queríamos correr o risco de ter nossas bagagens furtadas. Esse tipo de coisa acontece em todo canto do mundo… Vai saber, né?

Fomos passear no centrinho, muito fofo, por sinal, e por lá fechamos um passeio de barco privado, de 1:15h, pra conhecer as principais praias, como a Dona Ana e a Praia do Camilo. O passeio é lindo, tranquilo e passa rapidinho. Como o barco é pequeno, ele consegue entrar nas grutas maravilhosas de lá. Vale a pena o passeio. Pra finalizar, um banho naquela água gelaaaada pra lavar a alma. Ah! Uma ótima dica de um local pra almoçar é o restaurante Pescador, no centro de Lagos, comemos deliciosamente bem por lá.

lagosnosdois

Praia Dona Ana
Praia Dona Ana

lagos1

lagos2

lagos4

lagosnos4

 

Muito lindo, né?

Depois de conhecermos bem Lagos, rumamos para Vilamoura novamente, mas, dessa vez, para nos hospedar. Já em Vilamoura ficamos hospedados no Tivoli Victória, muuuito bom, por sinal!

A piscina principal do Tivoli Victoria
A piscina principal do Tivoli Victoria

 

Deu pra perceber como o Algarve é um super destino de verão? Eu sei que muitas pessoas ainda têm preconceito com o país e o deixam sempre como segunda (terceira, quarta) opção, mas, se conseguirem se abrir para o que o país tem a oferecer, vocês irão se surpreender muito positivamente, acreditem.

2 Comments

  • Natalia

    Estou programando minha lua de mel… E como você, também estou cheia de dúvidas pra organizar.

    Vou ficar 3 noites em Lagos… E outras 3 em Albufeira ou Vilamoura. Mas está difícil decidir. Alguma sugestão? Algum hotel?

    Obrigada!

    • Oi, Natalia! Então, Albufeira e Vilamoura são bem diferentes. Ficamos a primeira noite em Albufeira e a segunda em Vilamoura e, o que eu posso te falar é que eu AMEI Vilamoura. A cidade é bem diferente do que estamos acostumados a ver em Portugal, chega até ser parecida com algumas partes da Flórida. Já Albufeira é mais a cara de Portugal, sabe? Eu fiquei no Tivoli Victoria e amei! Tem também o The Lake que é maravilhoso para a Lua de Mel. Qualquer dúvida me pergunta que eu tento te ajudar. 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *