Chegamos essa semana de mais uma viagem. O destino escolhido, dessa vez, foi a Andaluzia, região sul da Espanha. Queríamos uma viagem não tão longa e não tão cara, e a Espanha é sempre uma ótima opção nesse último quesito, levando em consideração o restante da Europa.

Começamos a viagem pela maravilhosa Sevilla. Como tínhamos apenas 08 dias de viagem, dos quais 03 já seriam em Marbella, tivemos uma passagem rápida por lá, apenas dois dias e uma noite, mas acredito que 02 a 03 dias sejam suficientes. A cidade é linda e cheia de vida, florida, com referência (herança) árabe, o que torna aquele cantinho ainda mais especial e característico.

Onde se hospedar:

  • Gran Meliá Colon: ficamos hospedados aqui. O hotel é 5 estrelas, mas achei bem ok, nada demais. A localização é boa, embora não fique bem no “miolo” do centro histórico.
  • Hotel Afonso XIII: o melhor hotel de Sevilha e um dos mais prestigiados hotéis da Espanha. Fica bem próximo ao bairro histórico de Santa Cruz, e bem pertinho da Catedral de Sevilha e do Real Alcázar (complexo de jardins e palácios da cidade).
  • TOC Hostel Sevilla: um hostel pra lá de bacana e com uma super localização. A estrutura é excelente por um precinho super amigo – a diária para um quarto duplo custa de R$ 280 à 310. A pousada é limpa e super fofa, com um bar super gostoso do lado de fora. Ficaria hospedada lá tranquilamente. Uma ótima dica pra quem quer economizar sem perder o conforto.

O que conhecer:

  • Catedral de Sevilha e La Giralda: a catedral é a maior catedral gótica do mundo (maior que a Sagrada Família de Barcelona, inclusive). Lá está o túmulo com os restos mortais de Cristóvão Colombo. Já a Torre de Giralda, preservada desde a época moura, é o grande símbolo da cidade.
  • Plaza dos Toros Real Maestranza: como não curtimos touradas, não fizemos questão de conhecer. Só tiramos fotos por fora mesmo.
  • Real Alcazar: é o conjunto de palácios mais antigo da Europa. Há grande influencia árabe, gótica e renascentista. Os jardins são lindos e vale a pena um passeio mais demorado por lá. É considerado Patrimônio da Humanidade pela UNESCO.
  • Plaza da Espanha
  • Mercado Lonja del Barranco: um mercado super moderno e gostoso situado às margens do rio Guadalquivir.
  • Bares às margens do Rio Guadalquivir: quem curte noites mais animadas não deixem de visitar esse local. São vários bares, um ao lado do outro, com vários estilos musicais diferentes. Saímos entrando e curtindo as músicas e bebidas de cada um deles. Muito bacana!

 

Passeio guiado de bike pelo centro histórico de Sevilha
Passeio guiado de bike pelo centro histórico de Sevilha

 

Restos mortais de Cristóvão Colombo, na Catedral de Sevilha
Restos mortais de Cristóvão Colombo, na Catedral de Sevilha

 

A riqueza de detalhes do Altar da Catedral de Sevilha
A riqueza de detalhes do Altar da Catedral de Sevilha

 

Torre Giralda
Torre Giralda

 

Detalhes da maior catedral gótica do mundo
Detalhes da maior catedral gótica do mundo

 

Alcazar
Entrada do Real Alcazar

 

Ruas de Sevilha no verão
Ruas de Sevilha no verão

Sevilha

 

Acho que deu pra sentir como Sevilha é especial, né? De lá, pegamos o carro e seguimos em direção à Marbella, na Costa do Sol. Fica pro próximo post.

One Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *