Krabi – Passeio à Hong Island

Krabi – Passeio à Hong Island

@ Por Patrícia, Viagens

No segundo dia em Krabi fizemos um passeio a umas ilhas próximas a Railay Beach. Tínhamos pensado em fazer o passeio do próprio do Rayavadee, mas comparando com os preços das agências que ficavam ali na praia acabamos achando inviável o valor, embora, claro, com mais conforto e comodidade.

Fomos a noite até a vilinha de Railay Beach, Walking Street, e entramos na primeira agência que vimos. Na mesma hora escolhemos o passeio que faríamos e fechamos pra manhã do dia seguinte. O passeio foi de speed boat, privado, de 4 horas de duração e tinha como destino Hong Island. Pedimos pro barqueiro levar um isopor com muito gelo e passamos em um barzinho antes pra comprar umas cervejas. Foi maravilhoso! As ilhas são lindas, os banhos maravilhosos, a música boa (sim, levamos uma caixinha de som) e a turma muito animada. Não tinha como ser ruim. Eles – o barqueiro e o ajudante – muito caprichosos, serviram um prato de frutas fresquinhas cortadas na hora pra gente. Fora isso, estava incluso no passeio água e refrigerante.

Ler mais “Krabi – Passeio à Hong Island”

Bate-volta para Macau

Bate-volta para Macau

@ Por Patrícia, Cultura, Viagens

Separamos o nosso último dia em Hong Kong para fazer um bate-volta a Macau. Hong Kong e Macau são regiões administrativas vizinhas no sul da China. Nas minhas pesquisas anteriores à viagem, eu tinha visto que um dia inteiro na cidade seria suficiente. Francamente, pra mim, não foi. Teria passado dois dias e uma noite tranquilamente. A cidade é um misto de sentimentos e sensações. É a China misturada com o meu gostoso Portugal. São os feios letreiros luminosos chineses perdidos dentre às ruas de calçadas portuguesas.

Saímos de Hong Kong com destino à Macau, através do China Terminal, pois estávamos hospedados em Kowloon. Pra quem está em Hong Kong, os ferrys saem do Hong Kong Macau Ferry Terminal. Não esqueçam dos passaportes, pois estarão entrando em outro “país”. A viagem é curta, cerca de 01 horinha de viagem. Entretanto, tem um porém: tanto na viagem de ida, como na volta, passamos, além do tempo de viagem, mais duas horas dentro do ferry à espera de um píer vago para o ferry atracar. Ou seja, além de termos passado 02 horas (isso mesmo!), em cada viagem, sem fazer nada dentro do barco, ainda perdemos, no mínimo duas horas do nosso dia para conhecermos a cidade. Um saco! Enfim..

Ah, Macau! Eu amei e super indico uma passagem mais demorada por lá. Além do centro histórico com 25 pontos tombados pela UNESCO, ainda tem toda a “beleza” da China e a sofisticação da parte dos Cassinos. Como não tínhamos muito tempo por lá (acrescentado ao fato de termos perdido algumas horinhas dentro do ferry), não conseguimos visitar todos os 25 pontos, mas amamos todos os que tivemos a oportunidade de conhecer. Aqui vão alguns:

Ler mais “Bate-volta para Macau”